Você está visualizando atualmente EDUARDO CAMAVINGA NO REAL MADRID

EDUARDO CAMAVINGA NO REAL MADRID

Durante o verão, o Real Madrid contratou Eduardo Camavinga. Embora a contratação do francês seja uma contratação para o futuro – por se tratar de uma jóia a ser desenvolvida, o atleta pode ter um impacto importante nos dias de hoje para os blancos.

Por isso, diretamente da MBP School of Coaches, vamos descrever como é o novo jogador do Real Madrid através de 3 pontos: o perfil do jogador, os fundamentos do jogo e que impacto pode ter dentro do grupo.

1. Perfil do jogador

A primeira coisa que queremos destacar no novo jogador blanco é a posição que ele ocupa no campo de jogo. Tanto na fase anterior no Rennes como na selecção francesa, o madridista jogou na contenção e na posição interior, sendo aí onde teve a sua melhor atuação.

Desde então, quando jogou como “8” em campo, se destacaram duas das estruturas mais relevantes do jogador francês: a estrutura coordenativa e a estrutura condicional.

Quanto à estrutura de coordenação, podemos afirmar que a Camavinga é um jogador muito habilidoso a nível técnico, o que traz leveza e diversão ao seu jogo. Além disso, graças à sua habilidade, consegue resolver situações de alta complexidade, executando ações técnicas de alta qualidade.

1 3 1 EDUARDO CAMAVINGA NO REAL MADRID MBP School of coaches

2 3 EDUARDO CAMAVINGA NO REAL MADRID MBP School of coaches

3 3 EDUARDO CAMAVINGA NO REAL MADRID MBP School of coaches

No que diz respeito à estrutura condicional, o jogador francês tem dado mostras de ser avantajado físicamente nas diferentes ações exigidas pelo jogo, seja nas ações ofensivas onde tem que usar o seu físico para ultrapassar os adversários, bem como na fase defensiva, indo para disputar a bola contra os adversários e ter vantagem repetidamente.

4 3 EDUARDO CAMAVINGA NO REAL MADRID MBP School of coaches

5 3 1 EDUARDO CAMAVINGA NO REAL MADRID MBP School of coaches

2. Fundamentos do Jogo

Em relação aos comportamentos mais comuns desempenhados por Camavinga, podemos destacar que o jogador francês domina dois fundamentos em particular:

O primeiro refere-se à capacidade de “colocar-se em intervalos”. Camavinga possui alta capacidade cognitiva, aspecto que o ajuda a saber identificar qual área do campo deve ocupar, quase sempre se posicionando em uma posição de linha de passe. Graças a isso, ele consegue oferecer uma solução aos seus companheiros, e por sua vez, em caso de recebimento, consegue quebrar a linha de pressão da equipe adversária.

7 1 2 EDUARDO CAMAVINGA NO REAL MADRID MBP School of coaches

6 2 1 EDUARDO CAMAVINGA NO REAL MADRID MBP School of coaches

Da mesma forma, combina a aplicação do funamento anterior com duas outras muito importantes dentro da posição interior: apoio diagonal que permite superar o defensor direto, e orientar os movimentos para os espaços interiores.

Quanto ao segundo fundamento que se destaca no novo jogador blanco, é o de “alternar o jogo curto com o jogo longo”. Camavinga possui um grande deslocamento longo, fator que confere ao jogador e à equipe a possibilidade de alternar a dinâmica dos passes e dificultar a defesa do adversário.

8 1 1 EDUARDO CAMAVINGA NO REAL MADRID MBP School of coaches

9 1 2 EDUARDO CAMAVINGA NO REAL MADRID MBP School of coaches

3. O impacto de Camavinga com o coletivo

Apesar do francês ter apenas 18 anos, sempre demonstrou uma grande maturidade que se traduz no bom desempenho do jogador nas equipes em que atuou.

Quando estreou no Rennes, aos 16 anos, pudemos constatar como a Camavinga, actuando como “5”, assumiu uma responsabilidade muito significativa na equipe, sendo ele o responsável por ser a primeira linha de passe no início do jogo, aplicando muitos dos fundamentos descritos anteriormente.

Da mesma forma, o jovem jogador também gosta de se sentir envolvido nos diferentes momentos ofensivos do jogo, não só na elaboração, mas também nos momentos de ataque e finalização.

Quando atua na posição interior e ocupa áreas mais avançadas dentro do campo de jogo, pudemos observar como Camavinga consegue nutrir seus companheiros com bolas em situações muito vantajosas, ou seja, ele próprio encarregado de finalizar as jogadas com chutes de fora da área.

10 1 1 EDUARDO CAMAVINGA NO REAL MADRID MBP School of coaches

Conclusão

Embora estejamos enfrentando um jogador muito jovem e ainda por se desenvolver, Camavinga é um jogador que pode contribuir com muitas coisas para os blancos, como vimos na análise.

Aqui na MBP School of Coaches, estamos ansiosos para ver como o atleta progride a nível individual dentro do clube merengue, e ver como ele aproveita a oportunidade para aprender diariamente com jogadores de referência na sua posição, como Luka Modric e Toni Kroos.

Deixe um comentário