Você está visualizando atualmente CHELSEA X MANCHESTER CITY: ANÁLISE PRÉ-PARTIDA

CHELSEA X MANCHESTER CITY: ANÁLISE PRÉ-PARTIDA

Mais uma rodada de Premier League que nos traz mais uma vez jogos em ritmo acelerado para qualquer fã do mundo do futebol. Desta vez, Chelsea e Manchester City se enfrentam em Londres com o objetivo de não abrir mão da briga pela liderança.

Os atletas de Tomas Tuchel caminham rumo à liderança com quatro vitórias e apenas um empate, enquanto o time comandado por Pep Guardiola ocupa a quinta colocação, com três vitórias, um empate e uma derrota. As duas equipas encontraram-se pela última vez na final da UEFA Champions League: dessa vez, e depois de um jogo muito disputado em todos os aspectos do jogo, foi a equipe de Londres que conquistou a vitória e, por sua vez, o cobiçado troféu.

Desde então, as duas equipes vêm evoluindo e consolidando sua ideia de jogo por meio de seus treinadores. Por isso, aqui da MBP School of Coaches, vamos tentar desenrolar as 4 chaves táticas que podem marcar o futuro do encontro.

Análise Tática

  1. Transição Defensiva do Manchester City vs Transição Ofensiva do Chelsea FC

A equipe de Pep Guardiola é uma equipe dominadora na fase ofensiva e em diferentes momentos do jogo, este fator deve-se ao grande número de jogadores que estão sempre à volta da bola, e à aplicação de conceitos táticos como a amplitude e profundidade dos seus jogadores.

Mas o que acontece quando o time Skyblue perde a bola? Como vimos nestes primeiros cinco dias, a equipe do Manchester está “sofrendo” muito nas fases de perda de bola, principalmente no momento de progressão e finalização, sendo em ambos quando a equipe está em amplitude máxima, o que atrapalha a pressão após a perda tão característica dos comandados de Pep.

1 2 CHELSEA X MANCHESTER CITY: ANÁLISE PRÉ-PARTIDA MBP School of coaches

2 2 CHELSEA X MANCHESTER CITY: ANÁLISE PRÉ-PARTIDA MBP School of coaches

3 2 CHELSEA X MANCHESTER CITY: ANÁLISE PRÉ-PARTIDA MBP School of coaches

Portanto, perante uma equipe como a comandada por Tuchel, que é especialista em saber tirar partido de qualquer desequilíbrio defensivo da equipe adversária através de combinações rápidas, veremos se Guardiola decide adaptar a sua estrutura ofensiva nestes momentos do jogo acumulando mais jogadores por trás da bola, para não sofrer nas ditas ações do jogo

  1. Defesa da área do Chelsea vs 5 atacantes do Manchester City

Um dos aspectos que mais se destacam até agora, desde a chegada de Tomas Tuchel à equipe londrina, tem sido a solidez defensiva. Até o momento e após 5 jogos no campeonato, os azuis sofreram apenas 1 gol no campeonato.

O Chelsea tem se caracterizado por utilizar uma estrutura defensiva de 5 zagueiros, onde os três zagueiros que compõem o centro da defesa, juntamente com os dois ou três meio-campistas que Tuchel utiliza dependendo do jogo, conseguiram tornar sua meta impenetrável.

4 2 CHELSEA X MANCHESTER CITY: ANÁLISE PRÉ-PARTIDA MBP School of coaches

5 2 1 CHELSEA X MANCHESTER CITY: ANÁLISE PRÉ-PARTIDA MBP School of coaches

Comportamentos coletivos em tarefas defensivas como: defender individualmente na zona de risco, atacar intensamente diante da possibilidade de uma finalização ou continuar a defender após a primeira jogada, são habilidades muito definidas dos jogadores do Chelsea e têm um desempenho perfeito.

No entanto, existem poucos times que atacam com um número de jogadores como o City, que geralmente ataca com uma linha de 5 jogadores nas posições de ponta e atacante.

6 1 1 CHELSEA X MANCHESTER CITY: ANÁLISE PRÉ-PARTIDA MBP School of coaches

7 1 CHELSEA X MANCHESTER CITY: ANÁLISE PRÉ-PARTIDA MBP School of coaches

Portanto, agora só resta saber se o treinador alemão decidirá ajustar sua estrutura defensiva ou comportamentos defensivos, com o objetivo de se manter tão confiável como tem feito ultimamente. 

  1. A luta do meio de campo através de dois paradigmas diferentes em nível estrutural

Outro fator fundamental que vai determinar o futuro do jogo será a luta pelo centro de campo das duas equipes. Por um lado, a equipe londrina é uma equipe mais fixa em nível estrutural, ou seja, a flutuação de posições entre seus jogadores não é tão relevante quanto na equipe de Pep.

O Chelsea costuma jogar com dois ou três meio-campistas na base dependendo do jogo e do rival, junto com eles é muito importante a figura de seus “falsos” alas, que se situam em uma posição mais avançada para eles e desempenham funções de meio pontos , além de se encarregar de ocupar as praças e oferecer linhas de passe em progressão.

8 1 CHELSEA X MANCHESTER CITY: ANÁLISE PRÉ-PARTIDA MBP School of coaches

Por outro lado, a equipe do Manchester é uma equipe muito mais dinâmica como já mencionamos antes, a flutuação e troca de posições de seus jogadores é muito maior do que o Chelsea.

Diante do objetivo de querer se tornar dono e senhor do meio de campo, e por sua vez, estar preparado para poder avançar para o próximo momento do jogo, não é estranho ver a inclusão no meio de campo por parte de um dos laterais nos momentos de progressão e finalização, procurando gerar superioridades numéricas na zona de intervenção, sem ter que baixar o posicionamento de um dos seus homens mais à frente.

9 1 CHELSEA X MANCHESTER CITY: ANÁLISE PRÉ-PARTIDA MBP School of coaches

10 1 CHELSEA X MANCHESTER CITY: ANÁLISE PRÉ-PARTIDA MBP School of coaches

  1. A qualidade individual como fator determinante

A importância do jogador individual atuar como um “desentupidor” será vital diante desse tipo de partidas tão equilibradas em nível tático quanto a apresentada.

Jogadores como Lukaku ou Kai Havertz para o Chelsea e De Bruyne ou Gundogan para o City devem mostrar sua qualidade individual com o objetivo de tentar desequilibrar o jogo por meio da ação individual ou promover ações coletivas por meio de sua qualidade.

Da mesma forma, não podemos esquecer jogadores como Ruben Dias, Thiago Silva ou Azpilicueta, que através das suas boas qualidades defensivas são capazes de apoiar a sua equipe nos momentos mais difíceis do jogo.

Conclusão

Uma vez destrinchadas as 4 chaves táticas que podem marcar o futuro do duelo, podemos concluir que sem dúvida um emocionante jogo nos espera entre as duas equipes. Tanto o papel do treinador que realiza a abordagem do jogo e a gestão durante o mesmo, ou a qualidade individual dos jogadores de ambas as equipes, será fundamental para desenvolver o jogo para uma das duas equipes.

Deixe um comentário